EXPOSIÇÃO

ONLINE

Número de participantes: 5 a 20 
Faixa etária: todas
Material: opcional dependendo da modalidade. Ex: uma cestinha de flores para linda rosa juvenil.
Espaço físico: médio
Tempo de duração: 30 minutos

Cirandinha

Bronze
14 x 18 x 18 cm
2005
Série Cenas Infantis

“Longe dos jeans encardidos e rasgados de hoje em dia, as meninas se orgulhavam de seus vestidos rodados, de suas tranças que bailavam em saudosas cirandinhas.”

Curiosidades:
É quase impossível localizar o surgimento dos brinquedos cantados, existiram em quase todas as culturas, através do cancioneiro folclórico infantil. 
No Brasil, esses brinquedos e brincadeiras sofreram influência das culturas européia, africana e indígena e passaram por várias transformações ao longo dos séculos. A Cirandinha é também denominada de ronda.
As crianças, de mãos dadas, rodam e cantam. Algumas vezes, a movimentação é enriquecida com pulos, rodopios, cumprimentos e salamaleques. Dependendo da região podemos encontrar adaptações de letras ou mesmo acréscimos de letras novas em cantigas tradicionais, o que é característico do folclore infantil. 

Descrição:
As brincadeiras de roda oferecem várias modalidades abrangendo temas relacionados a vida social; temas da natureza; temas instrutivos, temas do romanceiro etc. Existem vários tipos de andamento, execução musical, movimentação e formação
.

 

Quanto à formação daremos alguns exemplos:
a) Roda simples
b) Roda com um figurante no centro: "ciranda" 
c) Roda com dois ou mais figurantes no centro: "o cravo brigou com a rosa".
d) Roda com figurante fora: "a mão direita tem uma roseira"
e) Roda com figurante fora e dentro: "a linda rosa juvenil" 
f) Roda assentada: "escravos de Jó"
g) Rodas concêntricas: "onde está margarida"